Manual de Estilos (regras de redação) Padrão Toldo

Estas regras foram retiradas dos livros de Gramática e Lingua e Literatura de Carlos Emílio Faraco e Francisco M. de Moura

MANUAL DE ESTILOS (REGRAS DE REDAÇÃO) PADRÃO TOLDO

Cada veículo de imprensa segue uma norma (padrão) de redação, geralmente contida em um manual de redação e estilos. Estude o manual de estilos do meio de comunicação onde você trabalha. Na falta de um, siga este: 

Datas

Os dias devem ser escritos sempre em número, o mês por extenso e o ano em número.

  • Exemplo: O jogo será realizado no dia 23 de abril de 2001.

Em caso de datas abaixo do dia 10, sempre use sem o zero.

  • Exemplo: O jogo foi antecipado para o dia 4 [e não 04] de abril de 2001.

Nunca use a forma reduzida de documentos.

  • Exemplo: 04/10/99 ou 23/11/2000.

Não há crase entre datas.

  • Exemplo: O evento ocorre de 31 de março a 12 de abril.

Quando usar a palavra “entre”, utilize “e” e não “a”.

  • Exemplo: O evento ocorreu entre 13 e 20 de maio.

Não use ontem, hoje e amanhã em textos pra web. Use conforme o exemplo:

  • Nesta terça-feira, dia 14 de maio, ….
  • Nesta terça-feira (14/5), …

 

Horas

O sistema padrão no Brasil é 24 horas, por isso, use 17 horas ao invés de 5 horas da tarde em textos. Assim, não precisa usar também 7 horas da manhã.

Use sempre crase e nunca abrevie a palavra horas, quando “número raso”.

  • Exemplo: às 13 horas.

Use com ou sem a abreviação “min” quando há minutos, mas, ao optar por uma, use sempre da mesma forma no texto.

  • Exemplo: às 13h30 ou às 13h30min.

A abreviação de horas pode ser usada quando não há espaço ou será muito repetitiva. Neste caso, abrevie certo: “h” e nunca “hs”.

 

Números

Os números entre zero e dez use por extenso quando se referem a quantidade de “coisas”.

  • Exemplo: Foram consumidos nove quilos de carne durante os quatro dias de folia.

Os números após 11 – inclusive – usam-se em numeral.

  • Exemplo: Foram consumidos só 12 quilos de carne durante os 30 dias de folia.

 

Valores (moeda)

Use sempre o “R$” para identificar valores. Use mil ou milhões, se forem valores “redondos”. Abreviaturas só em títulos, se forem necessárias. A abreviatura de milhões é “mi”.

  • Exemplos: Foram apreendidos R$ 70 mil em notas falsas. Só este ano, no Brasil, já foram encontrados R$ 700 milhões em notas falsas.

 

O uso do “um” e “uma”

Use “um” ou “uma” apenas quando se referir a quantidade (macetinho: quando puder trocá-lo por “dois”, “duas”), mas mesmo assim evite-o quando puder.

  • Exemplos: a) O presidente entrou com uma (duas) liminar (es) para garantir a venda da Petrobras. A Ford teve um prejuízo com a exportação de carros para a região Sul. b) Somando o reajuste realizado no mês de março e o anunciado nesta semana, as tarifas de energia tiveram um acréscimo de quase 29%. c) Em 2014, foram 42 autuações, uma média de aproximadamente quatro multas por mês.

 

O uso do “seu” e “sua”

Não use ou evite. Corte das frases ou reescreva-as sem o seu e sua.

 

O uso do “todo”/“toda”/“totalmente”/“justamente”/“juntamente”

Evite. Corte das frases ou reescreva-as sem estas palavras.

 

Maiúsculas e Minúsculas

1) Utiliza-se inicial maiúscula:

  1. a) No começo de um período, verso ou citação direta.
  • Exemplos:
    • Disse o Padre Antônio Vieira: “Estar com Cristo em qualquer lugar, ainda que seja no inferno, é estar no Paraíso”.
    • “Auriverde pendão de minha terra,
      Que a brisa do Brasil beija e balança,
      Estandarte que à luz do sol encerra
      As promessas divinas da Esperança…”
      (Castro Alves)
  • Observações:
    • No início dos versos que não abrem período, é facultativo o uso da letra maiúscula.
    • Por Exemplo:
    • “Aqui, sim, no meu cantinho,
      vendo rir-me o candeeiro,
      gozo o bem de estar sozinho
      eesquecer o mundo inteiro.”
  • Depois de dois pontos, nãose tratando de citação direta, usa-se letra minúscula.
  • Por Exemplo:
    • “Chegam os magos do Oriente, com suas dádivas: ouro, incenso, mirra.” (Manuel Bandeira)
  1. b) Nos antropônimos, reais ou fictícios.
  • Exemplos:
    • Pedro Silva, Cinderela, D. Quixote.
  1. c) Nos topônimos, reais ou fictícios.
  • Exemplos:
    Rio de Janeiro, Rússia, Macondo.
  1. d) Nos nomes mitológicos.
  • Exemplos:
    Dionísio, Netuno.
  1. e) Nos nomes de festas e festividades.
  • Exemplos:
    Natal, Páscoa, Ramadã, Dia das Mães.
  1. f) Em siglas, símbolos ou abreviaturas internacionais.
  • Exemplos:
    ONU, Sr., V. Ex.ª.
  1. g) Nos nomes que designam altos conceitos religiosos, políticos ou nacionalistas.
  • Exemplos:
    Igreja (Católica, Apostólica, Romana), Estado, Nação, Pátria, União, etc.
  • Observação: esses nomes escrevem-se com inicial minúsculaquando são empregados em sentido geral ou indeterminado.
  • Exemplo:
    Todos amam sua pátria.

 

Emprego FACULTATIVO de letra maiúscula:

  1. a) Nos nomes de logradouros públicos, templos e edifícios.
  • Exemplos:
    Rua da Liberdade ourua da Liberdade
    Igreja do Rosário ou igreja do Rosário
    Edifício Azevedo ou edifício Azevedo

 

 2) Utiliza-se inicial minúscula:

  1. a) Em todos os vocábulos da língua, nos usos correntes.
  • Exemplos:
    carro, flor, boneca, menino, porta, etc.
  1. b) Nos nomes de meses, estações do ano e dias da semana.
  • Exemplos:
    janeiro, julho, dezembro, etc.
    segunda, sexta, domingo, etc.
    primavera, verão, outono, inverno
  1. c) Nos nomes de cargos ou funções.
  • Exemplos:
    • O presidente da República é omisso quanto ao aumento do salário mínimo dos trabalhadores.
    • O diretor-presidente da Clock Relógios Pontuais (CRP) foi taxativo ao afirmar que não perde a hora.
  • O secretário municipal Oclênio Salgadinho quer ampliar as obras no posto do bairro São José.
  1. d) Nos pontos cardeais (norte, sul, leste e oeste) e colaterais (nordeste, noroeste, sudeste, sudoeste).
  • Exemplos:
    Percorri o país de nortea sul e de leste a oeste.
  • Observação: quando empregados em sua forma absoluta, os pontos cardeais são grafados com letra maiúscula.
    • Exemplos:
      Nordeste (região do Brasil)
      Ocidente (europeu)
      Oriente (asiático)

 

Emprego FACULTATIVO de letra minúscula:

  1. a) Nos vocábulos que compõem uma citação bibliográfica.
  • Exemplos:
    Crime e Castigo ouCrime e castigo
    Grande Sertão: Veredas ou Grande sertão: veredas
    Em Busca do Tempo Perdido ou Em busca do tempo perdido
  1. b) Nas formas de tratamento e reverência, bem como em nomes sagrados e que designam crenças religiosas.
  • Exemplos:
    Governador Mário Covasou governador Mário Covas
    Papa João Paulo II ou papa João Paulo II
    Excelentíssimo Senhor Reitor ou excelentíssimo senhor reitor
    Santa Maria ou santa Maria.
  1. c) Nos nomes que designam domínios de saber, cursos e disciplinas.
  • Exemplos:
    Português ouportuguês
    Línguas e Literaturas Modernas ou línguas e literaturas modernas
    História do Brasil ou história do Brasil
    Arquitetura ou arquitetura

 

Órgãos e siglas

Órgãos devem sempre ser escritos em caixa alta e, quando podem ser identificados por siglas, estas devem vir depois e entre parênteses.

  • Exemplos:
    • A Prefeitura de Criciúma levará 60 dias para concluir a obra.
    • O Banco do Estado de Santa Catarina (Besc) teve lucro recorde em setembro.

 

Gírias e vícios de linguagem

 

Vírgulas

A frase nunca terá vírgula se for escrita na ordem direta [sujeito/verbo/complementos dos verbos (objeto direto e indireto)/adjuntos adverbiais].

  • Exemplo:
    • Muitos jornalistas estudam a história do Brasil com afinco.

Quando ocorre qualquer alteração na seqüência lógica dos termos, temos a ordem indireta. Neste caso, dependendo do termo, haverá o uso da vírgula. Os adjuntos adverbiais (de modo, de tempo, de lugar), quando deslocados, são separados por vírgula.

  • Exemplo:
    • Com afinco, muitos jornalistas estudam a história do Brasil.

Ainda se usa vírgula para marcar intercalações.

  • Aposto: Sócrates, ex-jogador do Corinthians, atualmente é médico em São Paulo.
  • Expressões explicativas ou corretivas: A sua atitude, isto é, o seu comportamento na aula merece elogios.
  • Conjunções coordenativas: A sua atitude, no entanto, causou sérios desentendimentos. Havia, porém, um inconveniente sério.
  • Adjuntos adverbiais intercalados: Os candidatos, naquele dia, receberam a imprensa.
  • Frases explicativas dentro da oração: O homem, que é um ser racional, vive pouco.
  • Orações subordinadas: Quando o bandido sacou o revólver, todos se abaixaram.

Há outros casos. Esses são os mais comuns.

 

Dica final

  • Escreva sempre na forma direta. Frases curtas. Não complique o texto. Quando parecer repetitivo, mude a ordem da oração (como eu fiz agora). Escreva as palavras corretamente. Caso tenha dúvida, consulte o dicionário.
Anúncios

6 comentários sobre “Manual de Estilos (regras de redação) Padrão Toldo

  1. Isso aí Toldo! A escala Toldo sempre será de grande utilidade molocccccccccc! Valeu por perde tempo criando esta escala para os alunos vadios de jornalismo! ahwahwahwahwahahahahwahahahwah
    abraços moloccccc

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s